/*------------------- 2015 Blogger Theme by Bruna Borges - © 2013 (HTTP://ENDSTONIGHT.TUMBLR.COM/) Não se inspire ou Copie. Base: Minina ------------------------ */ Read more: http://ashprincesskawaii.blogspot.com/#ixzz3llKufD91

02 outubro 2015

Uma Pequena História Sobre Meu Amor Pela Coréia do Sul...

[postado oficialmente em] 06.09.2015

Algumas vezes me perguntam "E como é que você conheceu a Coreia do Sul?" ou algo do tipo e em todas as vezes sou um pouco desonesta, já que se fosse ser 100% verdadeira acabaria me empolgando e assustando quem me fez a pergunta. Bem, a verdadeira resposta é:
A minha "relação" com a Coreia do Sul é bem recente, aproximadamente dois anos, creio eu. Sei que muita gente já a conhece há muito, muito tempo, mas levando em conta que há dois anos eu tinha apenas 14 anos, é um tempo razoável. O primeiro k-drama que eu assisti, e que foi o primeiro contato que tive com a língua e a cultura coreanas, foi Seducing Mr. Perfect. Depois disso, passei para a música e minha primeira banda de K-Pop foi BIGBANG, que continua sendo a minha favorita, se não me engano a música foi Fantastic Baby.
 Apesar de tê-la ouvido primeiro, foi um pouco depois que me tornei Kpopper, por incrível que pareça, foi assistando ao dorama Boys Over Flowers que eu comecei a amar K-Pop. Como? Bem, graças a OST. Ouvi a música perfeita que tocava sempre nas partes bonitinhas do drama e me interessei em pesquisar para poder ouvi-la e baixá-la no celular. Foi então que BOM!! O SHINee apareceu na minha tela e foi amor a primeira música. Para os curiosos, a música é Stand By Me.
Hoje em dia, SHINee tomou um lugar mais que especial no meu coração e está infinitamente empatado com BIGBANG na posição "banda favorita". Enfim, depois disso, passei a me interessar também pela língua, porque sou desse tipo de pessoa que gosta de aprender e que gosta de entender as coisas... Antes dos doramas, tentei aprender japonês, para entender os meus anime sem precisar de legenda e poder ir para lá um dia. Mas quando os dramas surgiram na minha vida, bem, deixei o japonês para o futuro e passei a me dedicar para aprender o coreano para entender os dramas. Minha mãe me questionou se isso fazia algum sentido, já que para ela a Coreia era um enorme ponto de interrogação em algum lugar do globo terrestre. Com o tempo mudei (pelo menos um pouquinho) a visão quadrada que ela tinha sobre o país e agora ela tenta me apoiar do jeito que consegue melhor: fazendo absolutamente nada a respeito, haha.
Imprimi uma apostila enorme de coreano (sem contar para ninguém, porque sei que não deve ter ficado nem um pouco barato *risos*) e depois de me arrepender (e por não ter mais espaço para esconder nada no guarda-roupas) baixei algumas em PDF e só as leio online.
Para finalizar, tudo isso foi uma espécie de introdução para que eu me tornasse a pessoa que sou hoje: mais animada, com planos complicados para o futuro e que resolveu criar um Blog para compartilhar tudo isso! Então seja bem-vindo (a) ao meu pequeno mundo e espero vê-lo mais vezes por aqui. Deixe um comentário para mostrar que esteve por aqui e faça parte do Blog também.

3 comentários :

  1. Tambem amo kpop e a Coreia do Sul, e sim, estou aprendendo coreano. Creio que todo e qualquer kpopper gostaria de saber falar coreano, principalmente por causa dos fanmeetings dos seus amados k-idols. Pelo menos eu sou assim. Amei seu blog! Parabens. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, um grande sonho. Mas infelizmente não tenho NENHUMA escola que ensine aqui perto de casa (nem nas cidades vizinhas) e estou lutando pra aprender sozinha. Concordo com você, já pensou se o bias está na sua frente e nem um "안녕하세요" você sabe falar? X´D Pode ser que nunca aconteça, mas vai que acontece né? É melhor estar precavido.

      Excluir
    2. Ah, e obrigada! Fico realmente feliz que tenha gostado. É sempre bom conhecer outros kpoppers.

      Excluir

Atenção!
Fique à vontade para comentar e expressar a sua opinião, desde que seu comentário:
-não ofenda nenhum usuário;
-não contenha flood, spam ou palavrões.